Complexo Intermodal exige novo modelo logístico de Mato Grosso

September 20, 2013

A inauguração do Complexo Intermodal de Rondonópolis pela presidente Dilma Rousseff (PT) e o ministro dos Transportes, César Borges foi classificada por ambos como suporte necessário para alavancar a economia de Mato Grosso, carente em infraestrutura para levar a produção agrícola ao destino final de consumo e processamento. “Rondonópolis já é o maior PIB do Mato Grosso. Eu fico imaginando o que significará em termos de potencial de desenvolvimento isso que nós estamos vendo aqui”, definiu Dilma. O complexo está a 28 Km do centro da cidade. "O interior é mais dinâmico e Rondonópolis é cinco vezes mais". A presidente observou que o investimento de R$ 150 milhões no terminal demandou seu esforço desde quando ministra da Casa Civil, ainda em 2007. Os 260 Km de trilhos de Alto Araguaia a Rondonópolis somou mais R$ 880 milhões. Os recursos são da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Dilma lembrou dos apoios que o projeto teve para ligar a região ao litoral, como na década de 1970, quando o então senador Vicente Vuolo incluiu o modal no plano nacional de viação. Ele dá nome à ferrovia. Ela homenageou e parabenizou o secretário extraordinário de Logística Intermodal de Transporte, Francisco Vuolo, filho do ex-senador. “E aqui eu queria cumprimentar, peço que o senhor se levante e receba a nossa salva de palmas, cumprimentando toda a família do senador Vuolo”, pediu Dilma.

A presidente se comprometeu a construir a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico). "E eu jurei pelo telefone que nós íamos fazer essa obra. E eu quero dizer para vocês: nós vamos fazer essa obra. É meu juramento e o Blairo é o receptáculo dele", informou sobre lançamento da ferrovia que vai ligar Uruaçu e Lucas do Rio Verde. A presidente citou que o terminal, aliado à duplicação das rodovias federais BR-163-364 no entorno de Rondonópolis vai desafogar o trânsito pesado, cujo projeto foi incluído no PAC. O investimento nesse caso soma R$ 160 milhões. Além dos R$ 300 milhões de duplicação da rodovia entre a cidade de Jaciara e a Serra de São Vicente, cuja ordem de serviço foi assinada pela presidente e o ministro. “Logística não é carga. No fundo, logística são as pessoas também, porque é para as pessoas que nós temos que construir a melhor logística para este país. Não é admissível que a gente deixe tráfego pesado em cidades”, explicou a presidente Dilma. O presidente da ALL, Alexandre Santoro, afirmou que "cada trem transporta em torno de 9 mil toneladas ou 230 caminhões". A empresa é concessionária da malha férrea da ferrovia Vicente Vuolo.

 

 

Please reload

Em Destaque

Taques afirma a ministro que só defenderá Ferronorte se ela passar por Cuiabá

May 10, 2017

1/2
Please reload

Notícias da Ferrovia
Please reload

Search By Tags
Please reload

Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic